IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Leituras altas da inflação sugerem que há mais trabalho a fazer no aperto, diz dirigente do Fed

São Paulo

12/04/2023 14h55

A presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de São Francisco, Mary Daly, afirmou nesta quarta-feira, 12, que as leituras altas da inflação sugerem que há mais trabalho a fazer no aperto monetário. Em evento na Câmara de Comércio de Salta Lake, a dirigente indicou que "tivemos algumas notícias boas hoje" no índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de março dos Estados Unidos, mas que a inflação ainda segue elevada.

"Continuamos resolutos e comprometidos em reduzir a inflação para nossa meta de 2%", afirmou Mary Daly, indicando que o Fed "absolutamente" tem as ferramentas para restaurar a estabilidade de preços. "Não esperamos continuar aumentando os juros em todas as reuniões", apontou, sugerindo que ainda há incertezas sobre o impacto do aperto monetário na economia, o que faz com que os dados sejam importantes para os próximos passos.

Sobre os impactos na atividade econômica, "não projeto uma recessão, mas precisamos que o crescimento desacelere", afirmou Mary Daly, indicando que as restrições são importante para um ambiente sustentável.

Além disso, a dirigente afirmou que há uma série de sinais de que o mercado de trabalho está começando a esfriar, mas que continua extremamente apertado e deve voltar ao equilíbrio apenas gradualmente.

Setor bancário

A presidente do Federal Reserve de São Francisco ainda destacou que a autoridade está preparada para usar todas ferramentas em instituições bancárias de todos os tamanhos para garantir a estabilidade.

A dirigente afirmou que o sistema bancário dos Estados Unidos está sólido e resiliente depois dos eventos recentes, e que isso ocorreu em parte pelas ações do Fed.

"Essas ações demonstram que estamos comprometidos em garantir que todos os depósitos sejam seguros", indicou. "Continuaremos a monitorar de perto as condições do sistema bancário", afirmou Mary Daly.