IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Vale: lucro líquido atribuído ao acionista é de US$ 1,8 bi no 1º trimestre; 59,6% abaixo

Rio, 26

26/04/2023 20h06

A mineradora Vale apurou lucro atribuído ao acionista de US$ 1,837 bilhões no primeiro trimestre deste ano, queda de 59,6% sobre igual período de 2022 e de 50,67% sobre o trimestre anterior, de acordo com relatório trimestral arquivado nesta quarta-feira, 26, pela companhia na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), de US$ 3,575 bilhões, ficou 43,5% abaixo ao de igual período do ano passado e 26,2% abaixo do trimestre anterior.

A receita líquida de US$ 8,4 bilhões veio 22,2% abaixo de igual período do ano passado e 29,3% menor do que no trimestre anterior.

A tendência de retração nos resultados já era esperada porque as chuvas no Terminal Ponta da Madeira, no Maranhão e manutenções não programadas no porto resultaram em embarques (45,86 Mt de finos) significativamente menores que a produção (66,77 Mt). Além disso, com restrições nos embarques, os mixes embarcados tiveram menor teor de ferro e, portanto, produziram prêmios menores.

Projeções

O lucro de US$ 1,8 bilhão registrado pela Vale no primeiro trimestre de 2023 ficou 10% abaixo do previsto no Prévias Broadcast, que apontava para um valor de R$ 2,0 bilhões, de acordo com a média das estimativas de quatro casas consultadas (JP Morgan, Itaú BBA, Bank of América e Genial Investimentos).

O Ebitda de US$ 3,5 bilhões ficou em linha com o esperado, que era de US$ 3,4 bilhões, assim como a receita, que somou US$ 8,4 bilhões contra uma estimativa de US$ 8,7 bilhões.

O Prévias Broadcast considera que o resultado vem em linha com o esperado quando a variação para cima ou para baixo é de até 5%.