Pacheco diz que intenção é votar tributária até meio do 2º semestre e nega 'reforma fatiada'

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), diz que a intenção é votar a reforma tributária até o meio do segundo semestre na Casa e promulgá-la ainda este ano. Ele também negou que há a possibilidade de a proposta ser "fatiada" - ou seja, dividida em duas partes durante a tramitação.

"Não temos nenhuma intenção de fatiar a reforma. É importante que haja uma inteireza considerando o sistema tributário, é muito importante que haja uma inteireza de raciocínios de institutos que se complementam. É uma lógica única. Muito importante que seja entregue a reforma e promulgada a reforma tributária no País", afirmou Pacheco, após se reunir com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e do Planejamento, Simone Tebet.

Pacheco também reafirmou a intenção de votar o projeto de lei do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) em agosto no Senado. O texto foi aprovado na semana passada na Câmara.