Está mantido não trabalhar com caixa inferior a US$ 8 bi, diz diretor da Petrobras

O diretor financeiro e de Relacionamento com Investidores da Petrobras, Sergio Caetano Leite, foi categórico ao dizer que a companhia descarta trabalhar com um caixa inferior a US$ 8 bilhões. Ele falava a investidores e analistas, em teleconferência sobre os resultados do segundo trimestre na manhã desta sexta-feira, 4.

Minutos depois, ao ser novamente questionado sobre o caixa da empresa, o executivo disse que "não há no horizonte nenhuma perspectiva de mudança radical na gestão do caixa da Petrobras".

Ainda assim, ele admitiu que excessos de caixa poderão ser usados para o pagamento de dividendos adicionais. "Isso vai acontecer se a administração entender que essa é a melhor destinação para o capital", disse.

Sobre a possibilidade de novas reservas estatutárias para pagamento adicional de dividendos, Caetano Leite disse que isso teria de ser aprovado em assembleia de acionistas.