Dia dos Pais deve movimentar R$ 7,7 bilhões nos setores de comércio e serviços

O Dia dos Pais, comemorado em 13 de agosto, deve movimentar em torno de R$ 7,7 bilhões nos setores de comércio e de serviços no País, segundo pesquisa encomendada pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) e realizada pelo Instituto Datafolha.

Em média, brasileiros e brasileiras devem desembolsar até R$ 176 pelos presentes, sendo que a maioria ainda prefere realizar compras em lojas físicas (71%). Em relação ao meio de pagamento, os cartões de crédito ou débito foram os mais citados pelos consumidores (41%).

A pesquisa foi encomendada pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Segundo o levantamento, cujos resultados foram compartilhados em nota da Abecs, o número de entrevistados que afirmou pretender usar dinheiro como forma de pagamento representou 33% da amostra, acima do porcentual que sinalizou preferência pelo Pix (23%).

Em relação ao local de compra, 24% deve realizar transações online, patamar que sobe para 28% entre os homens e para 34% entre jovens de 18 a 24 anos.

O vice-presidente da Abecs Ricardo de Barros Vieira avalia que, embora a compra física seja uma característica predominante do consumidor brasileiro, o mercado online tem ganhado maior representatividade. "Tivemos grandes avanços no e-commerce nos últimos anos, viabilizados, em grande medida, por toda a estrutura e eficiência que os meios eletrônicos de pagamento oferecem", afirma.

Enquanto 41% dos entrevistados pretende usar cartões na compra do presente de Dia dos Pais, no sudeste a preferência vai para 49%. E, entre os consumidores brasileiros que utilizarão o cartão de crédito, 62% tem intenção de parcelar a compra - preferência que, no nordeste, sobe para 78%, ainda de acordo com a nota.