Sem novos dados alarmantes, Fed pode manter juros em setembro, afirma dirigente

O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) pode manter as taxas de juros na próxima reunião de política monetária, em setembro, afirma o presidente do Fed da Filadélfia, Patrick Harker. Com direito a voto nas decisões de política monetária deste ano, ele pondera que, caso não haja novos dados alarmantes, a autoridade monetária pode optar por uma pausa e "deixar o aperto monetário trabalhar".

Em discurso no fórum State of the Economy, do Philadelphia Business Journal, ele afirmou que, quando a pausa no aperto chegar, os juros devem ficar estáveis por muito tempo, e dificilmente haverá um cenário para flexibilização da taxa em 2023.

Segundo Harker, o atual cenário possibilita o tão almejado "pouso suave", que permitirá que os EUA escapem de uma recessão, mesmo que apenas com crescimento baixo.

De acordo com o presidente do Fed da Filadélfia, o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês), medida de inflação preferida da autoridade monetária, deve terminar 2023 um pouco abaixo de 4% ao ano.

Já em 2024, a expectativa é que a taxa de inflação encerre o ano abaixo de 3%, e volte à meta de 2% em 2025.

Para o restante do ano atual, Harker prevê um aumento leve nas taxas de desemprego.