Crédito vai crescer em torno de 8% ao ano calcula, presidente da Febraban; PIB, cerca de 2,5%

O crédito deve crescer em torno de 8% ao ano e o Produto Interno Bruto (PIB) do País, em torno de 2,5% neste ano, segundo o presidente da Febraban, Isaac Sidney. "Antevemos reflexos positivos de queda da Selic no mercado de crédito", destacou, em entrevista na manhã desta sexta-feira, 11, à GloboNews. "O pico da inadimplência já passou", acrescentou.

Na visão dele, o Banco Central conseguiu quebrar a espinha dorsal da inflação e a dinâmica de escalada de preços. "Minha expectativa é que há espaço para um corte maior que o BC sinalizou", acrescentou, ponderando que uma aceleração do ritmo de cortes da Selic não é o cenário-base do Banco Central

Em relação ao efeito da queda da Selic nas taxas praticadas pelos bancos, Isaac disse que o movimento de redução de juros por bancos vai acontecer. "É gradual", afirmou, pontuando que a expectativa é favorável para que juros e spread caiam.