Argentina: órgão regulador estabelece limites para compras semanais de dólar

A Comissão de Valores Mobiliários da Argentina, conhecida como CVN, estabeleceu nesta segunda, 14, limites para compras semanais do dólar e liquidação de títulos públicos.

Com vigência a partir de terça, 15, a medida impõe um limite de 100 mil valores nominais (o equivalente a cerca de US$ 40 mil) para operações no mercado financeiro de dólares conhecido como MEP - Mercado Eletrônico de Pagamentos - e que só pode ser acessado pela negociação de títulos. Assim, este é o novo limite de venda de títulos de renda fixa negociáveis, denominados e pagáveis em dólares, emitidos de acordo com a legislação nacional e estrangeira com liquidação em moeda estrangeira, no segmento de negociação PPT.

"A ação tem como objetivo de contribuir para uma administração prudente do mercado cambial, reduzindo a volatilidade das variáveis financeiras no quadro da atual conjuntura econômica", informa a CVN, em nota.

Hoje, a desvalorização do dólar MEP superou a do dólar blue, negociado no mercado cambial paralelo da Argentina, segundo informações do jornal Ámbito Financeiro. O movimento ocorreu em dia de desvalorização do peso argentino por todo o mercado, operando sob estresse após o ultra-direitista Javier Milei surpreender expectativas ao vencer as eleições primárias da Argentina.

As turbulências e volatilidade do mercado financeiro argentino levaram o governo e o BC do país a anunciar diversas medidas econômicas para estabilizar a economia, entre elas, elevar as taxas de juros, realizar novos empréstimos, entre outras.