China Evergrande aciona Capítulo 15 do código de falência dos EUA

A China Evergrande Group protocolou pedido de proteção dos ativos no âmbito do Capítulo 15 do código de falência dos EUA em Nova York nesta quinta-feira, 17, mostram documentos judiciais. O dispositivo protege os ativos da empresa nos EUA enquanto os acordos de reestruturação de dívidas são elaborados em outro lugar. Os acordos internacionais de reestruturação de dívidas às vezes exigem a entrada com o Capítulo 15 durante a finalização de uma transação.

O movimento levanta preocupações sobre efeitos cascata, já que a China enfrenta um crescimento econômico lento e um setor imobiliário vagaroso.

A Evergrande está buscando proteção dos credores sob o Capítulo 15 do código de falências dos Estados Unidos, que se aplica a casos de insolvência envolvendo vários países, enquanto faz esforços para se reestruturar. O pedido faz referência às próximas negociações que acontecerão em Hong Kong e nas Ilhas Cayman. Os credores podem votar sobre uma reestruturação neste mês. (Com agências internacionais).