Weeks: BC deve manter tom do comunicado do Copom; projeções dele é que devem piorar

O economista da Garde Asset Magement, Daniel Weeks, disse nesta terça-feira, 19, o acreditar que o BC não vai elevar a barra no comunicado que se seguirá ao término da reunião do Copom amanhã no sentido de reduzir a precificação no mercado de uma aceleração do ritmo de corte de juro em dezembro. Isso implica o comunicado manter a frase segundo a qual os membros do colegiado anteveem uma sequência de cortes da Selic em 0,50 ponto porcentual.

"Eu não vejo grandes mudanças. Acho que repetir as condicionantes do jeito que estão é suficiente para ele Copom. Eu acho que vai repetir o comunicado da forma que está", disse o economista.

O que pode piorar no comunicado, segundo o economista da Garde Asset, são as projeções de inflação do BC. Para Weeks, as metas de inflação do BC vão estar mais longe da meta no horizonte relevante.

"Então eu acho que o que vai dar um sabor pior é essa parte das projeções do BC", disse Weeks acrescentando que a Garde hoje trabalha com projeções de inflação de 3,7% para o ano que vem e de 3,2% para 2025.

Weeks fez estas previsões durante participação na live "Perspectivas para o Copom" que a Warren Rena organizou hoje.

Deixe seu comentário

Só para assinantes