BCs da Suécia e Noruega elevam juros, mas o da Suíça surpreende com manutenção da taxa

Os bancos centrais da Suécia e da Noruega elevaram juros básicos nesta quinta-feira, 21, mas o da Suíça optou por uma inesperada manutenção de sua taxa principal, horas antes de o Banco da Inglaterra (BoE) também anunciar decisão de política monetária.

O Riksbank, como é conhecido o BC sueco, aumentou sua taxa básica de juros em 25 pontos-base, a 4%, e sinalizou mais altas em meio à persistência da inflação doméstica.

Também em novo esforço para combater a inflação, o Norges Bank, a autoridade monetária norueguesa, igualmente elevou seu juro em 25 pontos-base, a 4,25%, indicando que novo aumento poderá vir antes do fim do ano, a depender do comportamento dos preços.

Por outro lado, o BC suíço (SNB) manteve seu juro principal em 1,75%, contrariando expectativas de alta para 2%.

Logo mais, às 8 horas (de Brasília), o BoE define seus juros. Para a maioria dos analistas, o BC inglês também deverá elevar sua taxa básica em 25 pontos-base, embora a inflação do Reino Unido tenha desacelerado levemente em agosto.

Na quarta-feira, o Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA) manteve seus juros na faixa atual de 5,25% a 5,50%, como era amplamente esperado, mas também indicou uma possível nova elevação das taxas antes do fim do ano.

Deixe seu comentário

Só para assinantes