Campos Neto diz que apoia reajuste de combustíveis e que política da Petrobras está correta

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta quinta-feira, 19, que apoia reajuste nos preços dos combustíveis realizado pela Petrobras, mesmo que ele não seja bom para a inflação. "Tem que ter uma política de preço da forma como a Petrobras tem feito", pontuou.

O banqueiro central defendeu que é importante que a inflação seja medida naturalmente. "Não adianta exercer uma política de preços que não seja compatível, porque, no final das contas, acaba tendo desabastecimento e outros efeitos. Esse é um ativo que tem um preço internacional", disse.

Campos Neto participou do 7º Encontro Regional da Fenabrave-MT, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá.

Ele também reiterou a importância de manter e perseguir a meta de inflação, e frisou que após o anúncio da manutenção do alvo em 3,0% houve queda nas expectativas.

Ainda sobre o tema, o banqueiro central afirmou que o recente avanço registrado na confiança do consumidor está relacionado à melhora da inflação.

"Uma forma de fazer as pessoas consumirem mais e de forma mais estável é ter inflação baixa", pontuou Campos Neto.