Bolsas da Europa fecham em alta, na expectativa por decisão do Fed

As bolsas da Europa fecharam a quarta-feira, 1º de novembro, em alta, com investidores à espera da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), depois do fechamento dos mercados no continente. Investidores britânicos também monitoram a decisão de juros do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), que será divulgada na quinta-feira.

Em Londres, o FTSE 100 fechou em alta de 0,28%, a 7.342,43 pontos; em Frankfurt, o DAX ganhou 0,76%, aos 14.923,27 pontos; em Paris, o CAC 40 subiu 0,68%, aos 6.932,63 pontos; em Madri, o Ibex 35 teve ganhos de 0,53%, aos 9.065,50 pontos; em Milão, o FTSE MIB subiu 0,88%, a 27.985,44 pontos; e, em Lisboa, o PSI 20 ganhou 1,06%, aos 6.323,35 pontos. As cotações são preliminares.

De acordo com a Stifel, não há chances para uma nova alta de juros pelo Fed nesta semana, mas é possível que o caráter robusto da economia dos EUA, com alta do Produto Interno Bruto (PIB) acima do esperado no terceiro trimestre, obrigue a autoridade monetária a sinalizar disposição para subir juros outra vez, em um futuro próximo.

Também nesta quarta, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial do Reino Unido aponta uma contração maior do que o esperado do setor. O indicador entra para a cesta de sinais que apontam para uma desaceleração econômica no país e reforçam a manutenção dos juros pelo Banco da Inglaterra na quinta-feira.

Na Bolsa de Londres, os papéis da farmacêutica britânica GSK caíram 2,21% depois de publicar resultados trimestrais que desagradaram investidores, mesmo com a empresa atualizando suas projeções anuais de lucro e receita para cima. Também no Reino Unido, os papéis da BP caíram 1,57%, depois que o JPMorgan rebaixou recomendação de compra das ações da petroleira.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes