Haddad e Lula discutem com bancos públicos e fundos de pensão 'reformas estruturais'

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta quarta-feira, 01, que discutiu junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a bancos públicos e fundos de pensão sobre "reformas estruturais" que podem ser encaminhadas nesses ramos. Haddad não deu detalhes, mas, questionado sobre o que poderia ser elaborado para os fundos de pensão, citou que há uma "série de inovações" adotadas no passado recente que acabaram por inibir investimentos.

"Foi uma reunião com bancos públicos, e agora reunião com fundos de pensão. Reunião institucional para encaminhar algumas reformas estruturais, demandas que passam pelo Ministério da Fazenda. Tem uma série de coisas que são técnicas (...) Por exemplo, para investimento, tem uma série de inovações que foram praticadas no período anterior, recente, que inibem investimento; tem que passar pela área técnica para saber se é desejável e possível reverter. Uma porção de coisas importantes que precisam ser endereçadas. Então a reunião tanto com os bancos públicos quanto com os fundos de previdência foi nessa direção", disse Haddad a jornalistas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes