BoE mantém juro básico pela segunda vez consecutiva, em 5,25%

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) decidiu manter sua taxa básica de juros pela segunda vez consecutiva, em 5,25%, após concluir reunião de política monetária nesta quinta-feira. A decisão do BoE veio em linha com a expectativa de analistas.

Segundo ata da reunião, seis de seus nove dirigentes de política monetária votaram pela manutenção do juro básico. As demais três autoridades do BC inglês defenderam alta de 25 pontos-base da taxa, para 5,5%.

O presidente do BoE, Andrew Bailey, avaliou que é "cedo demais" para considerar a possibilidade de cortes de juros. O juro básico deverá ficar em níveis restritivos por "um período de tempo estendido".

O BC inglês também alertou, em comunicado, que "novo aperto na política monetária será necessário se houver evidência de pressões inflacionárias mais persistentes".

O BC reviu para baixo sua expectativa para a economia do Reino Unido no próximo ano. Agora, espera estagnação em 2024, quando em agosto apontava para crescimento de 0,5%. A instituição publicou projeções atualizadas nesta quinta-feira.

Para este ano, o BoE projeta que o PIB do país fique estável no terceiro trimestre, com alta de apenas 0,1% no quarto trimestre. O BOE espera ainda que o PIB do Reino Unido cresça apenas 0,1% no quarto trimestre deste ano.

No caso do índice de preços ao consumidor, projeta que a inflação retornará à meta de 2% até o fim de 2025. Em todo o ano atual, o BC britânico espera que a inflação no país esteja em "cerca de 4,5%", mas diz que os riscos para sua projeção são de alta. O BC espera que a inflação esteja em 47% no quarto trimestre deste ano, em 4,50% no primeiro trimestre de 2024 e em 3,75% no segundo trimestre de 2024.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes