Não podemos esperar inflação atingir 2% para começar a cortar os juros, diz Bostic do Fed

O presidente do Federal Reserve (Fed) de Atlanta, Raphael Bostic, disse nesta sexta, 3, que, como o nível da política monetária atual é considerado restritivo, os dirigentes não poderão esperar que a inflação atinja a meta de 2% para começar a cortar os juros. Em entrevista à Bloomberg TV, o dirigente ressaltou que seu objetivo agora é deixar a inflação "sob controle".

Sem direito a voto nas decisões de política monetária deste ano, Bostic afirmou que estará atento para monitorar o progresso da inflação e de suas expectativas. "Se as expectativas de inflação estivessem aumentando, teríamos de agir", comentou ele, acrescentando que não é isso o que tem ocorrido.

Bostic ainda avaliou que o Fed ainda tem tempo para ser paciente e cauteloso, na condução da política monetária. Os apertos anteriores ainda estão sendo repassados para a economia, e até mesmo os dados fortes de setembro já apontavam para alguma moderação, afirmou ele.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes