Aceleraremos emissão de bônus, com política fiscal proativa, diz ministro das Finanças da China

O ministro das Finanças da China, Lan Foan, afirmou que as autoridades pretendem adotar uma "política fiscal proativa", com maior foco no Ministério das Finanças em melhorar a eficiência, além de alavancar mais a efetividade das políticas fiscais. Em entrevista à Xinhua, ele comentou também que tem sido reforçada a cooperação com as outras políticas, como a monetária e a industrial, para apoiar a recuperação da economia e "promover desenvolvimento de alta qualidade".

Segundo o ministro, a emissão de bônus será acelerada, com uso também de fundos de bônus especiais de governos locais, sendo mantida uma "intensidade razoável de gastos". Ao mesmo tempo, o gerenciamento de fundos é fortalecido, com postura rígida para garantir disciplina fiscal, além de melhorar a eficiência do uso dos fundos.

A segunda intenção do governo é fortalecer a implementação de política, disse a autoridade, e uma terceira meta é evitar riscos durante as operações. Lan Foan também disse que será implementado um pacote para redução de dívida, além de uma promoção "ativa e constante" da resolução de riscos à dívida dos governos locais. Ele apontou que a intenção é acelerar a liberação de fundos, bem como "consolidar responsabilidades regulatórias".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes