André Esteves: BC tem de seguir o que está fazendo

O chairman e sócio fundador do BTG Pactual, André Esteves, disse nesta segunda-feira, 6, que, mesmo que o Banco Central mantenha o ritmo de cortes de juros em 0,5 ponto porcentual, o diferencial em relação às taxas dos Estados Unidos continuará favorável ao Brasil.

Para Esteves, o diferencial de juros pode afetar o câmbio, que, pontuou, está acima da taxa de equilíbrio. Porém, avaliou, o real não deve perder significativamente valor em razão da diminuição do diferencial nos próximos seis meses.

"O Banco Central tem que seguir o que está fazendo. Prefiro que continue cortando no passo de 0,5 ponto porcentual, até porque estamos entregando metas", disse Esteves.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes