Cenário internacional tem se mostrado mais volátil e adverso, diz BC na ata do Copom

Como já sinalizado no comunicado que se seguiu à decisão de reduzir a Selic para 12,25% ao ano, a ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, divulgada nesta terça-feira, 7, deu grande ênfase ao cenário internacional. De acordo com os membros do colegiado, o quadro externo tem se mostrado "mais volátil e adverso".

"Há múltiplos mecanismos de transmissão da economia internacional para a economia doméstica, financeiros e econômicos, que devem ser incorporados na tomada de decisão", observou o documento, relatando que um dos membros do Copom avalia que o cenário externo introduz um viés assimétrico altista no balanço de riscos para a inflação.

Já os demais membros consideraram que o cenário internacional afeta primordialmente o grau de incerteza relativo ao balanço de riscos. O Comitê foi unânime, portanto, ao avaliar que o aumento da incerteza no cenário global exige cautela.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes