Dívida e inadimplência das famílias nos EUA crescem no 3º trimestre, diz Fed de NY

As dívidas agregadas das famílias nos Estados Unidos cresceram US$ 228 bilhões no terceiro trimestre e totalizaram US$ 17,29 trilhões, segundo pesquisa trimestral do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Nova York, divulgada nesta terça-feira. O resultado representa um aumento de US$ 3,1 trilhões em relação ao período imediatamente anterior à pandemia de covid-19.

A taxas de inadimplência avançou para 3,0% no final de setembro, uma alta de 0,4 ponto porcentual ante julho.

De acordo com o estudo, o movimento foi generalizado em todos os tipos de produtos, com exceção de empréstimos estudantis.

O Fed de Nova York estima que as dívidas de hipotecas subiram US$ 126 bilhões no período, a US$ 12,14 trilhões, enquanto as de cartões de créditos aumentaram US$ 48 bilhões, para US$ 1,08 trilhão.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes