Inflação segue elevada nos EUA, apesar de progressos recentes, diz diretora do Fed

Diretora do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Michelle Bowman reforçou nesta terça-feira, 7, que ainda vê a inflação elevada nos Estados Unidos, apesar de "consideráveis progressos" recentes. Em discurso durante evento com banqueiros em Ohio, a dirigente classificou de "irregular" a sequência dos últimos dados que medem preços no país.

Michelle Bowman alertou, em particular, para o risco de que o núcleo da inflação de serviços permaneça "teimosamente persistente", como indicado por diferentes leituras. "Na minha opinião, existe também o risco de que os preços mais elevados da energia possam reverter alguns dos progressos alcançados na redução da inflação global", advertiu.

Ela acrescentou que a maior economia do planeta está sólida, com aceleração do consumo e recuperação do mercado imobiliário residencial. "Ao longo do último ano, a participação da força de trabalho melhorou, com o ritmo médio de criação de emprego a abrandar um pouco, um sinal de que a oferta e a procura no mercado de trabalho podem estar a atingir um melhor equilíbrio", ressaltou.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes