Juro do rotativo do cartão cai para 441,1% ao ano em setembro, mostra BC

Tema de fortes debates atualmente, o juro médio total cobrado pelos bancos no rotativo do cartão de crédito caiu 4,4 pontos porcentuais de agosto para setembro, informou nesta terça-feira, 7, o Banco Central. A taxa passou de 445,5% para 441,1% ao ano.

No caso do parcelado, o juro passou de 194,6% para 193,8% ao ano entre agosto e setembro. Considerando o juro total do cartão de crédito, que leva em conta operações do rotativo e do parcelado, a taxa passou de 101,5% para 101,4%.

A modalidade emergencial de crédito está no centro das discussões econômicas e políticas do País neste momento devido às taxas mais caras do mercado.

O Congresso definiu em lei que os juros do rotativo e do parcelado não poderão ultrapassar 100% do principal da dívida, caso os bancos não cheguem a um acordo sobre o assunto, chancelado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), em até 90 dias.

Além de um teto para os juros do rotativo, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, propôs na semana passada aos setores envolvidos um máximo de 12 meses para o parcelado sem juros. A autoridade monetária também citou a hipótese de alguma limitação para a tarifa de intercâmbio no cartão de crédito.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes