Ouro fecha em baixa, em possível movimento de correção após alta na semana passada

O contrato futuro mais líquido do ouro fechou nesta quarta-feira, 8, em queda pelo terceiro pregão seguido, em possível movimento de correção após registrar alta na semana passada e após cair abaixo do suporte de US$ 2 mil por onça-troy.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para dezembro fechou em baixa de 0,80%, a US$ 1.957,80 por onça-troy.

Fawad Razaqzada, do City Index, avalia que, mesmo com a queda dos rendimentos dos Treasuries nos últimos dias, o ouro não se recuperou provavelmente porque investidores "têm considerado que as ações e os títulos são melhores propostas de investimento do que o metal precioso, porque não paga dividendos ou juros e custa dinheiro para armazenar".

Ainda, o analista destaca que, como a commodity segue perto de níveis recordes de alta, traders do ouro devem estar aguardando uma queda maior para começarem a adquirir o metal. Já Craig Erlam, da Oanda, avalia que "podemos simplesmente estar a assistir a um movimento de correção".

Por outro lado, o Bannockburn alerta que o ouro está perto do seu nível de suporte de US$ 1.950 por onça-troy, que poderá engatilhar o preço para US$ 1.925 por onça-troy e, se o movimento seguir, para US$ 1.900 por onça-troy.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes