Bolsas da Europa operam em alta modesta, após balanços e de olho em política monetária

As bolsas europeias operam majoritariamente em alta modesta na manhã desta quinta-feira, 9, mantendo o tom positivo da véspera, enquanto investidores avaliam balanços da região e continuam atentos a sinalizações de política monetária.

Por volta das 6h35 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 avançava 0,27%, a 445,27 pontos.

Da temporada de balanços europeus, destaque positivo para a AstraZeneca, cuja ação subia 2,7% em Londres, no horário acima, após a companhia farmacêutica anglo-sueca elevar sua projeção anual para o lucro ajustado e apesar de um desempenho trimestral mais fraco do que o esperado.

Por outro lado, o papel da ArcelorMittal caía 1,4% em Amsterdã. Embora a gigante siderúrgica tenha surpreendido em lucro e Ebitda no terceiro trimestre, seu fluxo de caixa livre, de US$ 50 milhões, ficou bem abaixo da previsão do Barclays, de US$ 206 milhões.

Ainda no noticiário corporativo, a Schneider Electric - multinacional francesa especializada em produtos e serviços para distribuição elétrica, controle e automação - agradou com novas metas financeiras para o médio prazo, e sua ação saltava 5,6% em Paris.

Investidores na Europa também acompanham declarações sobre política monetária. Mais cedo, o economista-chefe do Banco da Inglaterra (BoE), Huw Pill, enfatizou a necessidade de a instituição manter uma postura restritiva para seguir combatendo a inflação no Reino Unido.

Na quarta, o presidente do BoE, Andrew Bailey, reiterou que é muito cedo para especular sobre possíveis cortes de juros, embora o BC inglês tenha deixado sua taxa básica inalterada em suas duas últimas reuniões.

São esperados nesta quinta comentários dos presidentes do Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA), Jerome Powell, e do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde. Em discurso na quarta, porém, Powell não falou sobre política monetária ou perspectiva econômica.

Às 6h52 (de Brasília), a Bolsa de Frankfurt subia 0,17% e a de Paris avançava 0,36%, enquanto a de Londres destoava e caía 0,10%. Já as de Milão, Madri e Lisboa exibiam altas de 0,40%, 0,42% e 0,13%, respectivamente. *Com informações da Dow Jones Newswires.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes