Reforma tributária dará grande passo para ganho de produtividade, diz Durigan

O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dario Durigan, afirmou nesta quinta-feira, 9, que a reforma tributária dará um "grande passo" para elevar o ganho de produtividade no País, ainda que não seja o ideal. A proposta foi aprovada na quarta-feira no Senado, por uma margem apertada de votos e com aumento das concessões a setores econômicos.

Durigan falou na posse do novo presidente da Caixa Econômica Federal, Carlos Vieira. Ele reforçou que ano que vem o governo vai desdobrar a agenda da reforma tributária, com a regulamentação da proposta por meio de leis complementares.

"Tenho convicção que a reforma tributária é oportunidade de reconstruir o Brasil", declarou o secretário.

O representante da equipe econômica afirmou que é preciso dar atenção a setores como microcrédito e seguros e que o papel da Caixa é fundamental para isso. Ele citou a "vocação" do banco público para o setor habitacional e a participação da Caixa em projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), além do papel da estatal na democratização financeira e na transformação ecológica. "Antes mesmo da posse já discutimos como compatibilizar agenda da Caixa com essa agenda de futuro", disse.

Durigan afirmou que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, pediu desculpas por não ter ido à posse, mas que foi chamado ao Palácio do Planalto pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes