Presidente do BC chinês diz monitorar risco financeiro no setor imobiliário e governos locais

O presidente do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês), Pan Gongsheng, reiterou que as autoridades estão monitorando riscos financeiros com o objetivo de proteger e apoiar a economia real, principalmente os relacionados ao setor imobiliário e as dívidas de governos locais.

Em entrevista à Xinhua, Pan notou que os riscos financeiros no setor imobiliário são administráveis e que o processo contínuo de urbanização da China significa que há demanda robusta para residÊncias, o que deve permitir um desenvolvimento estável no longo prazo.

O presidente do PBoC também reforçou que o nível de dívida pública chinês segue em nível "médio-baixo" internacionalmente, com muitos recursos para dissolver riscos relacionados. "Para solucionar estes riscos, precisamos consolidar as responsabilidades locais, reduzir a escala da dívida existente e controlar estritamente o novo financiamento de dívidas", pontuou.

Além disso, o BC chinês focará em estabilizar as operações de mercados financeiros, acrescentou Pan. De acordo com ele, o banco central se concentrará mais em ajustes cíclicos e anticíclicos, reabastecerá seu conjunto de ferramentas de política monetária e estabelecerá um ambiente monetário e financeiro favorável para estabilizar os preços, promover o crescimento econômico, expandir o emprego e manter o equilíbrio dos pagamentos internacionais.

Sobre o câmbio, o PBoC manterá esforços em estabilizar expectativas de mercado, corrigir comportamentos unilaterais e evitar firmemente qualquer risco de variações excessivas da taxa de câmbio do yuan.

"Temos a confiança e a capacidade de garantir a operação estável do mercado cambial e manter a taxa de câmbio do yuan basicamente estável em níveis razoáveis e equilibrados", disse Pan.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes