Gargalos na cadeia produtiva alemã arrefecem em outubro, mostra pesquisa Ifo

Os gargalos na cadeia produtiva da Alemanha arrefeceram recentemente, de acordo com pesquisa do Instituto Ifo. O levantamento indica que 18,2% das empresas relataram problemas como falta de materiais em outubro, comparado com 24% em setembro.

O quadro ainda é marcado por pressão particular no setor automotivo, no qual o indicador correspondente ficou em 36,8% no mês passado - ante 53,3% no exercício anterior.

"O nível pré-crise já não está longe", afirma Klaus Wohlrabe, responsável pelas pesquisas do Ifo. "As empresas devem agora preparar-se para futuros casos de escassez, diversificar as cadeias de abastecimento e aumentar os níveis de inventário", acrescenta.

Os gargalos na cadeia produtiva alcançaram níveis históricos durante a pandemia de covid-19, que paralisou fábricas por todo mundo e dificultou transporte de materiais.

O fenômeno foi um dos principais responsáveis pela escalada da inflação nos anos seguintes, que forçou os principais bancos centrais do planeta a encerrarem a era de juros ínfimos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes