Marfrig reverte lucro de 1 ano atrás e anota prejuízo líquido de R$ 112 milhões no 3º trimestre

A Marfrig registrou prejuízo líquido de R$ 112 milhões no terceiro trimestre deste ano, ante lucro líquido de R$ 431 milhões em igual período do ano passado. No segundo trimestre de 2023, a companhia havia registrado prejuízo líquido de R$ 784 milhões, informou nesta segunda-feira (13) a companhia, depois do fechamento do mercado.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado ajustado, já incluindo o resultado da BRF e contemplando os ativos continuados e descontinuados da operação da América do Sul ao longo do terceiro trimestre, somou R$ 2,561 bilhões, recuo de 32,5% em relação aos R$ 3,792 bilhões contabilizados há um ano.

Em relação ao segundo trimestre de 2023, houve avanço de 11,4%. A margem Ebitda consolidada foi de 7,2% no intervalo de julho a setembro, ante 10,4% um ano atrás e 7,1% no segundo trimestre de 2023.

A receita líquida consolidada atingiu R$ 35,650 bilhões, 2,1% menor do que os R$ 36,417 bilhões do terceiro trimestre do ano passado, mas 9,6% superior à apurada de abril a junho deste ano. A receita líquida no mercado interno cresceu 5,9% na comparação entre o terceiro trimestre de 2022 e o terceiro trimestre deste ano, passando de R$ 23,246 bilhões para R$ 24,615 bilhões.

Em contrapartida, a receita líquida com mercado externo recuou 16,2%, de R$ 13,171 bilhões para R$ 11,035 bilhões. O volume consolidado vendido pela companhia avançou 4%, para 2,152 milhões de toneladas, sendo 1,405 milhão de toneladas (+2,4%) para mercado interno e 746 mil toneladas para mercado externo (+7,3%).

No release que acompanha os resultados financeiros, a empresa destacou que a alavancagem financeira consolidada (relação entre dívida líquida e Ebitda ajustado) ficou em 3,91 vezes em reais ao fim do terceiro trimestre, contra 4,05 vezes no segundo trimestre deste ano.

Na operação da América do Norte, onde a companhia é representada pela National Beef, a receita líquida obtida foi de US$ 3,375 bilhões no último trimestre (representando 46% da receita líquida total da empresa), com Ebitda ajustado de US$ 150 milhões e margem Ebitda ajustado de 4,4%.

A operação da América do Sul contribuiu com receita líquida de R$ 5,413 bilhões (equivalente a 15% do total), Ebitda ajustado de R$ 626 milhões e margem Ebitda ajustado de 11,6%. A BRF apresentou receita líquida de R$ 13,774 bilhões (correspondente a 39% do total), Ebitda ajustado de R$ 1,244 bilhão e margem Ebitda ajustado de 9%.

A Marfrig destacou ainda que ao fim de outubro passou a deter 47,46% do capital da BRF. A empresa também alienou 16 unidades de abate de bovinos e um centro de distribuição por R$ 7,5 bilhões e captou mais de R$ 5,7 bilhões em emissões de novas ações.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora