Membro do BCE diz que euro digital não irá substituir dinheiro físico, mas sim complementá-lo

O integrante do conselho do Banco Central Europeu (BCE) Piero Cipollone afirmou nesta sexta-feira, 17, que a intenção do euro digital não é substituir dinheiro físico, mas sim complementá-lo. Em discurso em evento sobre o tema, o dirigente apontou que a privacidade é uma preocupação fundamental para os europeus, e que o BCE garantirá que as pessoas na zona do euro possam pagar digitalmente com o maior nível possível de privacidade em conformidade com os regulamentos europeus, e que os regulamentos irão contribuir no combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo.

"Precisamos comunicar as vantagens, os consumidores serão essenciais no processo do euro digital", afirmou Cipollone.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes