Lula diz que presidente da Caixa deve ouvir vice que Centrão queria demitir

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, fez um gesto público para fortalecer Inês Magalhães, vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal. Ele disse que o novo presidente do banco estatal, Carlos Vieira, indicado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, deve ouvi-la.

A fala de Lula é importante porque o Centrão pressionou para indicar um nome de sua confiança para o lugar de Inês. O governo federal resistiu porque não queria perder controle sobre a política habitacional.

"Parabéns, presidente da Caixa, pelo trabalho. Tem muito trabalho pela frente, muito trabalho. E se você ouvir bem a Inês você perceber que a Caixa vai produzir muito mais ainda", disse Lula.

O presidente da República também elogiou o ministro das Cidades, Jader Filho: "Houve gente que dizia para mim Lula, você vai pegar o cara só por que o cara é irmão do Helder? Só porque é filho do Jader Barbalho?. Não, eu vou pegar o cara porque o cara é bom. Parabéns pelo trabalho no Minha Casa, Minha Vida."

Lula deu as declarações em discurso na cerimônia de anúncio da primeira seleção de propostas para o novo programa Minha Casa, Minha Vida.

Os projetos são da faixa 1 do programa, para famílias com renda de até dois salários mínimos - ou seja, R$ 2.640 nos valores atuais. O governo planeja construir 187,5 mil novas unidades do tipo em 560 municípios.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes