Economia da zona do euro continuou fraca no terceiro trimestre, avalia BCE na ata

A economia da zona do euro continuou fraca no terceiro trimestre, observaram os dirigentes do Banco Central Europeu (BCE) na sua mais recente reunião de política monetária, segundo mostra a ata do encontro publicada nesta quinta-feira, 23. As autoridades notaram também que os riscos ao crescimento econômico continuam a ser de baixa na região.

Na sua avaliação, o mercado de trabalho continuava resiliente, com o desemprego em nível historicamente baixo em agosto. Entretanto, o ímpeto estava começando a arrefecer, conforme a economia mostrava fraqueza. As projeções para as exportações também estavam arrefecendo.

Eles observaram também que os rendimentos de títulos públicos na zona do euro subiram, mas que essa alta não foi uniforme em todos os países do bloco. "A análise da equipe técnica do BCE sugeriu que o aumento nos prêmios de prazo dos títulos teria provavelmente emanado em grande parte dos Estados Unidos, em resultado de repercussões políticas e macroeconômicas", diz a ata.

Os membros do conselho do BCE ainda constataram que a volatilidade do mercado acionário teve alta clara em meio ao conflito do Oriente Médio, mas menos que quando aconteceu a invasão da Rússia na Ucrânia.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes