Bolsas de NY fecham em alta, com expectativa por possível afrouxamento no aperto do Fed

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta terça-feira, 28, em uma sessão na qual foram impulsionadas por perspectivas de relaxamento no aperto monetário pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano). Entre os indicativos, os destaques foram as falas do diretor da autoridade Christopher Waller, que sinalizou satisfação com a trajetória da inflação em direção à meta com a atual política e até um eventual corte de juros diante de uma continuidade no quadro.

O índice Dow Jones encerrou o pregão em alta de 0,24%, a 35.416,98 pontos; o S&P 500 subiu 0,10%, a 4.554,89 pontos; e o Nasdaq subiu 0,29%, a 14.281,76 pontos.

As chances de o Fed manter juros até maio e cortá-los em 100 pontos-base ao longo de 2024 cresceram após discurso de Waller, segundo monitoramento do CME Group. O dirigente disse que, caso a inflação continue desacelerando, poderá haver cortes de juros nos próximos meses.

Entre as empresas, a Novavax informou nesta terça que suas vacinas baseadas em proteínas contra a covid-19 estão agora disponíveis para todos os 194 países que integram a Organização Mundial de Saúde (OMS). Em comunicado, a companhia diz que a OMS concedeu permissão para uso emergencial do imunizante em pessoas a partir de 12 anos. Os papéis da companhia avançaram 4,95%.

Já a chinesa PDD Holdings registrou lucro líquido de 15,53 bilhões de yuan, ou US$ 2,13 bilhões, nesse terceiro trimestre. Os números correspondem a um aumento de 47% em relação a igual período de 2022.

O resultado corresponde a um lucro por American Depositary Share (ADS) básico de 11,38 yuan, e de 11,61 yuan em termos ajustados. O resultado superou a previsão da FactSet de lucro ajustado de 8,95 yuan por ADS. A receita da PDD nesse terceiro trimestre foi de 68,84 bilhões de yuan (US$ 19,43 bilhões) - um avanço de 94% em relação à receita de 35,50 bilhões de yuan em igual período de 2022. Os ADR da companhia dispararam 18,08%.

Ainda nesta terça, a Shein empresa de moda on-line fundada na China, entrou com um pedido confidencial para abrir seu capital nos EUA, o que pode ser a maior oferta pública inicial (IPO) dos últimos anos. O Goldman Sachs, o JPMorgan Chase e o Morgan Stanley foram contratados como subscritores principais da oferta, que poderá ocorrer em 2024, segundo pessoas familiarizadas com o assunto disseram à Dow Jones Newswire.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes