Argélia anuncia corte adicional de 51 mil bpd na produção de petróleo no 1º trimestre de 2024

A Argélia decidiu implementar uma redução voluntária e adicional na sua produção de petróleo bruto de 51 mil barris por dia (bdp) entre 1º de janeiro e 31 de março de 2024, elevando o seu abastecimento para 908 mil bpd durante este período, anunciou nesta quinta-feira, 30, o Ministério de Energia argelino. Em um publicação em sua página no Facebook, o organismo apontou que a ação ocorre como "medida de precaução" e em coordenação com vários membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+).

"Por conseguinte, para manter a estabilidade do mercado, estas quantidades reduzidas serão gradualmente reduzidas de acordo com as condições do mercado. Como lembrete, esta redução voluntária vem além do corte de 48 mil barril por dia anunciado anteriormente em abril de 2023, que vai até o final de dezembro de 2024", apontou o ministério.

No final dos debates da reunião da Opep+, "as decisões tomadas, coletiva e individualmente, para regular a produção este ano revelaram-se úteis e demonstraram a sua eficácia para alcançar o equilíbrio e a estabilidade", disse o ministério. "Por conseguinte, os 23 países da Declaração de Cooperação decidiram reafirmar os seus compromissos de redução da produção para todo o ano de 2024, de acordo com os níveis acordados na 35a Reunião Ministerial da Opep+ em 4 de junho de 2023", destacou ainda.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora