Ibovespa tem realização de lucros moderada, em sintonia com o mercado externo

Depois de ter acumulado ganho de 2,13% na semana passada, o Índice Bovespa sucumbe ao movimento de realização de lucros e opera em queda moderada na manhã desta segunda-feira, 4. O estímulo para as ordens de venda vem do exterior, onde o dia é de alta dos juros dos Treasuries, queda dos preços das commodities e baixa nas bolsas internacionais.

A agenda do dia é escassa, mas os próximos dias prometem manter o investidor bastante atento aos sinais das economias no Brasil e no exterior.

Com diversas incertezas quanto à oferta e demanda, os preços do minério de ferro fecharam em queda de 1,14% em Dalian, na China.

Na mesma linha, os preços do petróleo recuam nos futuros de Nova York e Londres, dando continuidade à queda de sexta-feira.

Entre os eventos externos mais esperados para a semana está o relatório de empregos dos Estados Unidos, o payroll, na sexta-feira.

Por aqui, a expectativa dos investidores para os próximos dias fica por conta de índices de inflação e o Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo Thiago Lourenço, operador da Manchester Investimentos, a tendência é de o Ibovespa manter oscilações contidas e correções limitadas hoje, enquanto o investidor aguarda pelos indicadores esperados para os próximos dias. "O índice subiu bastante e está esticado e tem espaço para uma realização de lucros. Mas as atenções seguem focadas no exterior, principalmente na discussões em torno do soft landing nos Estados Unidos, que é o que se deseja no curto prazo", afirma.

Às 11h31, o Ibovespa recuava 0,44%, aos 127.615,36 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes