Bolsas da Europa operam em alta, com dados e sinais da política monetária em foco

Os mercados europeus avançavam, nas primeiras horas desta quarta-feira, embora em alguns casos bem próximos da estabilidade. Indicadores são avaliados, após mais cedo ser publicado sinal fraco da indústria da Alemanha, em dia também de divulgação das vendas no varejo da zona do euro.

Às 6h45, o índice pan-europeu Stoxx 600 operava em alta de 0,22%, a 468,63 pontos.

Mais cedo, leitura oficial mostrou que as encomendas à indústria da Alemanha caíram 3,7% em outubro ante setembro, após ajustes sazonais. Analistas ouvidos pela FactSet previam recuo menor, de 0,3%. Mesmo com o dado fraco, a abertura europeia foi modestamente positiva nas bolsas, talvez também com a avaliação de que a perda de fôlego na atividade ampara postura menos dura pelo Banco Central Europeu (BCE).

As vendas no varejo da zona do euro cresceram 0,1% em outubro, na comparação com setembro, informou o instituto oficial de estatísticas da União Europeia, Eurostat. Analistas ouvidos pela FactSet previam avanço de 0,2%. Na comparação anual, houve queda de 1,2% nas vendas no varejo da região em outubro. O resultado, neste caso, veio em linha com a expectativa dos analistas.

Entre dirigentes do BCE, foi reportado que Martins Kazaks não vê necessidade de uma redução nos juros no primeiro semestre de 2024, considerando a discussão prematura. Ao mesmo tempo, ele ponderava que, caso o quadro piore, poderia rever a posição.

Às 12 horas, o presidente do BC da Alemanha, Joachim Nagel, fala em evento. Nagel também é dirigente do BCE, considerado da ala hawkish da instituição. Para o ING, o BCE deve ter o desafio, na sua decisão da próxima semana, deixar as opções em aberto, "sem soar dovish demais, mas também sem se descolar da realidade".

No Reino Unido, o dia também é de divulgação do relatório de estabilidade financeira pelo Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). Entre bancos com ações em Londres, Barclays caía 0,13%, mas Lloyds tinha alta de 1,09%.

Às 6h52, a Bolsa de Londres subia 0,26%, Frankfurt avançava 0,08%, Paris ganhava 0,03%, Milão operava em alta de 0,37% e Lisboa, de 0,47%. No câmbio, o euro caía a US$ 1,0729 e a libra tinha alta a US$ 1,2601.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes