Juros nos EUA terão que ficar nos níveis atuais para reduzir inflação, diz porta-voz do FMI

A porta-voz do Fundo Monetário Internacional (FMI), Julie Kozack, afirmou nesta quinta-feira, 7, que a política monetária nos Estados Unidos está em uma posição "apropriada" e argumentou que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) deve manter juros nos níveis atuais para reduzir a inflação de maneira definitiva. "Estamos confiantes de que o Fed está ciente dos riscos de alta da inflação", disse ela, em coletiva de imprensa.

Julie Kozack destacou que a maior economia do planeta têm se mostrado resiliente, com um terceiro trimestre "excepcionalmente forte".

Segundo ela, os dados de alta frequência apontam para alguma desaceleração à frente, ao mesmo tempo em que as pressões salariais e inflacionárias perdem força.

Julie Kozack acrescentou que, globalmente, a inflação vem arrefecendo nos últimos meses, mas alertou que o núcleo - que desconsidera componentes voláteis como energia - cai de maneira mais lenta.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes