Taxas de juros acompanham abertura da curva do EUA antes de LDO, subvenção e leilão do Tesouro

Os juros futuros têm viés de alta na manhã desta quinta-feira, 7, acompanhando a abertura da curva de Treasuries, em véspera de relatório de emprego dos Estados Unidos, o payroll. O dólar tenta ganhar força ante o real. No exterior, no entanto, a moeda americana cai ante maioria das divisas emergentes e ligadas a commodities.

O mercado aguarda a coletiva com o relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), deputado Danilo Forte (União-CE), às 11h30, e também o leilão do Tesouro de LTN e NTN-F (11h). Além disso, o presidente da comissão mista da subvenção do ICMS, senador Rogério Carvalho (PT-SE), remarcou para esta quinta-feira a apresentação do relatório elaborado pelo deputado Luiz Fernando Faria (PSD-MG).

Às 9h10, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2025 marcava 10,325%, de 10,319% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2027 subia para 10,115%, de 10,074%, e o para janeiro de 2029 avançava para 10,530%, de 10,504%.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes