Anac aprova revisão extraordinária do contrato de 6 aeroportos por prejuízos pela covid-19

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou revisão extraordinária do contrato de concessão de seis aeroportos "em razão dos prejuízos causados pela pandemia de covid-19 no ano de 2023, com o objetivo de recompor seu equilíbrio econômico-financeiro". Os terminais contemplados e os valores das revisões estão descritos no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 11.

As decisões estabelecem que o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins (MG), receberá o valor referente ao desequilíbrio verificado em 2023 correspondente a R$ 28,073 milhões; o Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), R$ 44,394 milhões; o Aeroporto Internacional de Salvador (BA), R$ 89,685 milhões; o Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante (RN), R$ 14,417 milhões; o Aeroporto Internacional de Fortaleza (CE), R$ 55,010 milhões; e o Aeroporto Internacional de Porto Alegre, R$ 57,791 milhões.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes