Vendas no varejo retomam alta e têm crescimento anual de 2,1% em novembro, revela Stone

O volume de vendas no varejo cresceu 2,1% em novembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, retomando alta após queda de 1% em outubro (dado revisado). As informações são da 11ª edição do Índice de Atividade Econômica Stone Varejo, realizada em parceria com o Instituto Propague.

O desempenho positivo foi puxado pela Black Friday. "A tendência apontada nos segmentos de mercado nos leva a um cenário de melhora e estabilidade, mas ainda com cautela. É necessário, principalmente olhando para o ano que vem, que os empreendedores estejam atentos a esses indicadores e adotem estratégias adaptativas para conseguir impulsionar o seu negócio", disse o pesquisador econômico e cientista de dados da Stone Matheus Calvelli, responsável pelo levantamento.

Os aumentos mais significativos de novembro foram dos setores de móveis e eletrodomésticos (+5,5%); tecidos, vestuário e calçados (+2,7%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (+0,4%); e material de construção (+0,2%).

Já livros, jornais, revistas e papelaria cederam 5,6%, enquanto artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, perfumaria e cosméticos caíram 1,8%.

No recorte por Estados, os destaques de alta ficaram com Tocantins (+6,2%), Distrito Federal (+6,1%), Pará (+6,0%), Espírito Santo (+4,8%), Rondônia (+3,3%) e Mato Grosso do Sul (+3,2%).

Já Alagoas (-12,2%), Amapá (-9,5%), Acre (-6,1%), Rio Grande do Sul (-2,6%), Santa Catarina (-1,7%) e Goiás (-1,6%) tiveram queda no volume de vendas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes