Bolsas da Ásia fecham em alta, com expectativa de estímulos da China apoiando Pequim

Por Gabriel Bueno da Costa*

São Paulo, 12/12/2023 - Os mercados acionários da Ásia registraram ganhos, nesta terça-feira. Expectativas de estímulo na China beneficiaram o mercado acionário local, enquanto em Tóquio o quadro foi mais contido, com expectativa por decisões importantes de política monetária na semana, inclusive a do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), nesta quarta-feira.

A Bolsa de Xangai fechou em alta de 0,40%, em 3.003,44 pontos, e a de Shenzhen, de menor abrangência, subiu 0,15%, a 1.954,25 pontos. Havia especulações sobre mais medidas de estímulos por Pequim, após reuniões recentes de autoridades. Entre os setores, o imobiliário se destacou, com Poly Developments & Holdings Group em alta de 7,6% e Beijing Urban Construction Investment & Development, de 4,7%. Já ações ligadas ao setor médico caíram, como Eyebright Medical Technology Beijing, em queda de 2,5%.

Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,16%, em 32.843,70 pontos. O mercado acionário japonês chegou a exibir mais fôlego, porém conteve o movimento, com alguma cautela antes de decisões importantes de política monetária nesta semana, segundo Michael Hewson, analista-chefe de mercado da CMC Markets. Entre papéis em foco, Renesas Electronics subiu 4,4% e Screen Holdings, 3,05%, enquanto Fujitsu teve alta de 2,4%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng avançou 1,07%, a 16.374,50 pontos. Na Bolsa de Seul, o índice Kospi avançou 0,39%, a 2.535,27 pontos. Ações de transporte marítimo de carga e semicondutores apoiaram os ganhos, com HD Korea Shipbuilding & Offshore Engineering em alta de 4,0% e SK Hynix, de 1,6%. Em Taiwan, o índice Taiex subiu 0,19%, a 17.450,63 pontos.

Na Oceania, na Bolsa de Sydney o índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 0,50%, em 7.235,30 pontos. Quase todos os setores terminaram em território positivo, apesar da piora na confiança da empresas e do sentimento ainda fraco dos consumidores. Entre ações de tecnologia, Xero subiu 3,8% e WiseTech Global, 2,9%, com Altium em alta de 1,3%.

Contato: gabriel.costa@estadao.com

* Com informações da Dow Jones Newswires

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes