Índice de preços Ceagesp sobe 1,59% em novembro ante outubro

O índice de preços Ceagesp encerrou novembro com alta de 1,59% em relação a outubro. O recuo de 1,05% nos preços do setor de legumes puxou o desempenho do indicador no mês.

Os preços no setor de frutas subiram 0,27% em novembro. As principais altas ocorreram nos preços de maracujá azedo (+47,69%), pera williams importada (+32,16%), banana nanica (+20,03%), laranja lima (+15,67%) e anjou importada (+15,03%). Em contrapartida, as principais reduções foram registradas nos preços de mamão formosa (-26,65%), mamão havaí (-26,54%), figo (-25,10%), manga tommy atkins (-24,61%) e manga palmer (-20,43%).

Em legumes (-1,05%), os principais recuos ocorreram nos preços de vagem macarrão (-40,24%), berinjela comum (-31,54%), jiló (-27,47%), maxixe (-24,40%) e quiabo (-13,43%). Em contrapartida, os principais avanços foram apurados nos preços de cará (+52,14%), chuchu (+39,73%), beterraba (+22,08%), abobrinha italiana (+19,75%) e tomate cereja (+17,97%).

Em verduras (+12,97%), os preços de salsa (+105,87%), acelga (+69,75%), escarola comum (+55,72%), espinafre (+49,76%) e alface mimosa hidropônica (+40,85%) registraram as principais altas em novembro, enquanto as principais reduções foram apuradas por coentro (-49,25%), cenoura com folhas (-13,53%), cebolinha (-3,07%), verde (-2,29%) e cogumelo paris (-1,46%).

O setor de diversos apresentou crescimento de 9,85% nos preços, com avanço de cebola nacional (+31,55%), batata asterix (+24,26%), batata lavada (+12,39%) e ovos de codorna (+0,86%), contra recuo de coco seco (-5,89%), alho nacional (-4,67%), ovos vermelhos (-1,84%), amendoim sem casca (-1,50%) e ovos brancos (-0,49%).

Em pescados (+1,11%), as principais altas foram de peroá branco (+31,63%), anchovas (+19,79%), atum (+17,65%), curimba (+9,66%) e cação azul (+6,43%). As principais reduções, por outro lado, foram de pescada branca (-15,19%), betara (-13,25%), cavalinha (-7,60%), abrótea (-6,49%) e mole (-4,98%).

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora