Mercadante agradece ao TCU por parcelar os últimos R$ 22,6 bi devidos ao Tesouro

O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Alozio Mercadante, agradeceu ao Tribunal de Contas da União (TCU) por ter diluído os pagamentos de recursos devidos pelo banco ao Tesouro, em decisão tomada no final de novembro. "Quero agradecer ao TCU por parcelar os últimos R$ 22,6 bilhões", disse ele em cerimônia no Palácio do Planalto para anunciar investimentos de bancos públicos em Estados brasileiros.

Mercadante afirmou que graças a essa revisão, o BNDES conseguirá manter a concessão de crédito em um momento de demanda alta. "Não temos funding para suportar essa demanda de crédito que estamos tendo", afirmou ele, que ressaltou que a procura de recursos por Estados e municípios cresceu em 2023.

O BNDES poderá pagar os recursos que ainda deve à União em oito parcelas, até 200. Anteriormente, esse pagamento teria de ser feito integralmente neste ano.

Segundo o presidente do banco de fomento, neste ano, foram aprovados R$ 22 bilhões em crédito para Estados e municípios. No setor de saneamento, afirmou, o banco concedeu R$ 10,8 bilhões em crédito para concessões e parcerias público-privadas.

"Fazemos questão de responder às acusações de caixa-preta mostrando o aquário do Brasil, que é o BNDES", afirmou Mercadante.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes