Fed inclui no comunicado menção ao fato de que inflação arrefeceu no último ano

No comunicado em que anuncia decisão de manter juros, o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) fez alterações pontuais em relação à nota do encontro anterior, de novembro. O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) incluiu a menção ao fato de que a "inflação arrefeceu no último ano", embora reconheça que ainda esteja elevada.

O Fed também alterou a definição sobre o ritmo de crescimento da atividade, de "expandiu" para "desacelerou": "Indicadores recentes sugerem que o crescimento da atividade econômica desacelerou frente ao ritmo forte registrado no terceiro trimestre."

Projeções sobre PIB

A mediana das projeções dos dirigentes do Federal Reserve para a variação do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos em 2023 subiu de 2,1% em setembro para 2,6% em dezembro. Para 2024, por sua vez, a previsão caiu de 1,5% a 1,4%.

A mediana para 2025 se manteve em 1,8%, a para 2026 subiu de 1,8% para 1,9%, e a para o longo prazo continuou em 1,8%.

As estimativas foram divulgadas juntamente com a decisão de política monetária do Fed.

As medianas para a taxa de desemprego se mantiveram iguais nos cenários para 2023 (3,8%), 2024 (4,1%) e 2025 (4,1%). Para 2026 e para o longo prazo, As projeções subiram igualmente de 4,0% para 4,1% .

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora