Banco da Inglaterra (BoE) mantém taxa básica de juros em 5,25%, em decisão dividida

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) decidiu nesta quinta-feira, 14, manter sua taxa básica de juros em 5,25%, em decisão dividida, por seis votos a três. Três dos dirigentes preferiam elevar a taxa em 25 pontos-base. Em comunicado, o BoE aponta que, desde novembro, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) no Reino Unido tem desacelerado, "em geral em linha com o esperado".

O BC britânico diz que a trajetória da inflação no curto prazo está "um pouco mais baixa" do que o projetado em novembro, mas acrescenta que ela deve seguir perto ou na faixa atual no futuro próximo. Os preços de energia, de alimentos e do chamado núcleo dos bens provocam o freio na inflação, mas o setor de serviços segue com preços elevados, destaca.

Segundo o BoE, ainda há riscos de alta para os preços, sobretudo por causa do quadro no Oriente Médio, diante do conflito entre Israel e o Hamas. Ao mesmo tempo, o comunicado lembra que houve recuo recente nos preços do petróleo.

O BoE diz que sua projeção vista como mais provável é que o CPI retorne à meta de 2% até o fim de 2025 e que recue abaixo da meta depois disso. "O Comitê continua a julgar que os riscos à projeção modal da inflação são de alta, com projeção para inflação do CPI em 2,2% no horizonte de dois anos e de 1,9% no horizonte de três", diz o comunicado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes