Inflação doméstica está caindo, mas pouco, e é preciso entender resistência, diz Lagarde

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, apontou que ainda existem pressões fortes sobre os preços na zona do euro, apesar de desaceleração recente. A dirigente demonstrou preocupação especialmente com a inflação doméstica, mais associada ao mercado de trabalho apertado.

"A inflação doméstica está caindo, mas pouco, e temos que entender esta resistência", observou ela, em coletiva de imprensa. "Precisaremos aguardar dados do início de 2024 para definir se inflação está em queda sustentável ou não", acrescentou.

Os comentários de Lagarde ecoam projeções econômicas da equipe técnica do BCE, divulgadas nesta quinta, que preveem uma redução gradual da inflação ao longo de 2024.

Para a autoridade, a inflação deve voltar a acelerar no primeiro trimestre antes de cair lentamente, contudo, não deve abalar as expectativas de inflação ainda ancoradas em torno de 2%.

A presidente do banco central reforçou que os dirigentes utilizarão todas as ferramentas disponíveis para combater a inflação elevada e garantir o retorno à meta de 2%, mantendo postura dependente de dados e de projeções a cada decisão.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes