Na China, governo de Pequim anuncia flexibilização de restrições para compra de casas

O governo de Pequim, na China, anunciou nesta quinta-feira que vai flexibilizar as restrições de compras de casas, como forma de conter a crise imobiliária que assola o país.

Em comunicado, o governo de Pequim informou que reduziu a taxa de entrada para compra de primeira habitação para 30% e baixou a taxa para compra de segundas residências para 40% ou 50%, a depender da localização do imóvel.

Anteriormente, a taxa para compra de segundo imóvel era de 60% a 80%, a depender do tamanho da propriedade.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes