Bolsas da Ásia fecham na maioria em alta, mas Xangai recua em dia de dados mistos da China

Por Gabriel Bueno da Costa*

São Paulo, 15/12/2023 - Os mercados acionários da Ásia não tiveram direção única, nesta sexta-feira. Entre os principais, Xangai exibiu perdas, mas Tóquio e várias outras subiram, ainda apoiadas pela perspectiva de relaxamento monetário por bancos centrais globais. Indicadores da economia chinesa foram avaliados, com a produção industrial acima da expectativa, mas frustração diante das vendas no varejo.

A Bolsa de Xangai fechou em queda de 0,56%, em 2.942,56 pontos, ao reverter ganhos vistos em parte do pregão mais para o fim do dia pela segunda vez seguida. A Bolsa de Shenzhen, de menor abrangência, caiu 0,39%, a 1.912,50 pontos. A produção industrial da China cresceu 6,6% em novembro, na comparação anual, acima da previsão de alta de 5,4% dos analistas ouvidos pela FactSet. Já as vendas no varejo tiveram avanço de 10,1% na mesma comparação, quando se esperava alta de 12,5%. As vendas de moradias novas recuaram em ritmo mais forte, entre janeiro e novembro na comparação com igual intervalo de 2022, em meio a dificuldades recentes no setor. Entre ações em foco, o setor farmacêutico liderou as perdas, com Jiangsu Hengrui em queda de 2,3% e WuXi AppTec, de 1,65%. Já o setor imobiliário liderou ganhos, após Pequim e Xangai relaxarem restrições a compras de residências. Poly Developments & Holdings Group subiu 2,5% e Greenland Holdings, 1,3%.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei registrou ganho de 0,87%, a 32.970,55 pontos. O mercado japonês foi apoiado pela expectativa de que os bancos centrais pelo mundo relaxem a política monetária em 2024. Fabricantes de microchips se destacaram, e as exportadoras foram ajudadas pelas perdas do iene. Shin-Etsu Chemical subiu 5,5%, Advantest avançou 3,85% e Mitsui O.S.K., 7,1%. Por outro lado, Seven & I recuou 3.6%, SMFG caiu 3,2% e Otsuka, 3,5%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 2,38%, a 16.792,19 pontos. Papéis de tecnologia e do setor imobiliário estiveram entre os destaques, com otimismo sobre relaxamento monetário global adiante. Entre ações em foco, Longfor Group Holdings avançou 6,3% e China Resources Land, 5,85%. Em Taiwan, o índice Taiex avançou 0,12%, para 17.673,87 pontos.

Na Bolsa de Seul, o índice Kospi avançou 0,76%, a 2.563,56 pontos. A praça sul-coreana registrou a sétima semana seguida de ganhos, com avanço em ações ligadas à energia renovável e ao setor de construção.

Na Oceania, em Sydney o S&P/ASX 200 fechou em alta de 0,88%, em 7.442,70 pontos. A semana na praça australiana foi a mais forte desde julho, e hoje papéis ligados a commodities e ao setor financeiro puxaram o índice para o sexto ganho diário seguido.

Contato: gabriel.costa@estadao.com

* Com informações da Dow Jones Newswires

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes