Rússia renova quota para importação de carne brasileira bovina e de aves, diz Agricultura

O governo russo renovou as quotas para importação de 570 mil toneladas de carne bovina, com tarifa reduzida de 50% para 15%, e 364 mil toneladas de carne de aves, com tarifa zero, informou o Ministério da Agricultura do Brasil. A renovação das quotas é de interesse do Brasil, cujas exportações de carne bovina e de aves para aquele mercado alcançaram US$ 278 milhões no ano passado e representaram 15,4% da pauta brasileira, segundo o ministério.

Entre janeiro e outubro deste ano, o fluxo comercial alcançou US$ 250 milhões, chegando a 22,2% do total dos embarques do Brasil para a Rússia.

Segundo nota do ministério, a União Econômica Eurasiática (UEEA) também anunciou quotas para importação de 124,5 mil toneladas de carne bovina (exclusivamente para processamento) com tarifa zero, sendo 100 mil toneladas para o mercado russo e o restante para os outros países membros,

Belarus, Armênia, Cazaquistão e Quirguistão. A medida vai valer de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2024.

Além disso, o Ministério da Agricultura informou que estão sendo discutidas medidas adicionais de interesse do agronegócio brasileiro.

"A Rússia considera instituir uma quota para importação de 1,2 bilhão de unidades ovos, com tarifa zero, válida para primeiro semestre de 2024. A tarifa de importação de ovos na União Eurasiática pode chegar a 15%", disse em nota.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes