Agronegócio exporta em novembro US$ 1,3 bi a mais ante novembro de 2022

As exportações brasileiras do agronegócio somaram em novembro US$ 13,48 bilhões, US$ 1,33 bilhão mais que em novembro de 2022, e valor recorde para o mês, informou o Ministério da Agricultura. Segundo a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura e Pecuária, o volume embarcado foi 19,2% maior e os preços médios 6,9% menores.

"A safra recorde de grãos 2022/2023 possibilitou o aumento do volume exportado pelo Brasil. Neste ano de 2023, até novembro, o Brasil já exportou praticamente 180 milhões de toneladas diretas de grãos ou 56% da safra total, que foi de 319,97 milhões de toneladas", disse o ministério em nota.

As exportações de soja em grãos totalizaram 5,20 milhões de toneladas, 105,8% acima do mesmo período do ano passado. Em receita, as vendas externas alcançaram US$ 2,73 bilhões em novembro, alta de 76,0%.

Só para a China o volume foi 90,2% superior. O país recebeu 87,5% do volume total exportado pelo Brasil de soja em grãos no mês que passou.

O volume exportado de milho também foi recorde para os meses de novembro, de 7,40 milhões de toneladas (+25,7%). O preço médio exportado foi 19,9% menor, o que resultou em US$ 1,68 bilhão (+0,7%). "Assim como para a soja, a China permanece sendo o principal mercado importador do milho brasileiro, com US$ 605,94 milhões ou 2,73 milhões de toneladas. O país asiático respondeu por 36,9% do volume exportado pelo Brasil do cereal."

O terceiro produto com desempenho favorável em novembro foi farelo de soja. As vendas externas de farelo de soja subiram de US$ 793,88 milhões em novembro de 2022 para US$ 916,65 milhões em 2023, alta de 15,5%. O aumento do valor se dá em função do incremento do volume exportado, que cresceu 23,7%, disse a pasta. União Europeia, Indonésia e Coreia do Sul foram os maiores importadores do produto brasileiro.

No acumulado de janeiro a novembro de 2023, as exportações do agronegócio brasileiro alcançaram US$ 153,08 bilhões, 3,6% mais que nos 11 meses do ano passado. Conforme a pasta, os produtos do agronegócio brasileiro representaram 49,3% das exportações brasileiras no período.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes