Bolsas da Europa operam em geral em alta, mas com impulso limitado antes de CPI da zona do euro

Os mercados acionários da Europa operam em geral com ganhos, nas primeiras horas desta terça-feira, 19, mas com movimento limitado. Há expectativa por leitura do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro, que sai às 7h (de Brasília). Além disso, o Banco Central Europeu (BCE) divulgou avaliação sobre o setor bancário, citando posições sólidas de capital e aumento na lucratividade, mas alertando para a necessidade de reforçar o combate a riscos, inclusive no curto prazo.

Às 6h45 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 avançava 0,23%, a 476,41 pontos.

Entre bancos da região, Société Générale caía 0,31% em Paris, Santander recuava 0,59% em Madri, Intesa Sanpaolo operava em baixa de 0,13% em Milão e, fora da zona do euro, Barclays caía 0,35% em Londres. O BCE divulgou avaliação sobre o setor, em geral com aspectos positivos, como os mencionados, mas também insistindo na necessidade de atenção das empresas para evitar riscos. O banco central disse que ajustava suas prioridades para os próximos três anos, para dar maior foco a desafios como o curto prazo e o preparo para responder a riscos no clima, por exemplo.

Na agenda, haverá a publicação da leitura final de novembro do CPI. Mais cedo, na Ásia o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) manteve juros, como esperado, e reafirmou postura acomodatícia. A Bolsa de Tóquio subiu, mas o quadro foi misto na Ásia em geral.

Na Europa, às 6h50 a Bolsa de Londres subia 0,19%, Frankfurt avançava 0,21%, Paris caía 0,01%, Milão avançava 0,01% e Lisboa caía 0,03%. No câmbio, o euro subia a US$ 1,0940 e a libra tinha alta a US$ 1,2694.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes